Descubra quais são os 12 Erros mais Comuns que são cometidos Durante uma Entrevista de Emprego

Quando o assunto em pauta é uma Entrevista de Emprego, além de saber o que fazer, é seu dever conhecer tudo aquilo que não deve ser feito…







Uma breve introdução…

De acordo com uma pesquisa recente, 62% dos recrutadores citaram o aparente desinteresse do candidato como uma falta imperdoável, seguido por arrogância (49%), falar mal do seu atual ou antigo empregador (44%), e insegurança em responder efetivamente às questões levantadas (25%).

Ocorre que num processo de entrevista de emprego, além de estar bem informado sobre aquilo que deve fazer, o candidato também precisa conhecer “boa parte daquilo que não deve fazer” durante o andamento do processo.

Por isso mesmo preparamos uma relação com as 12 maiores “gafes”, equívocos ou erros, que um candidato à emprego não pode cometer nessa hora.

Assim, vale muito a pena dedicar um pouco mais de tempo preparando-se antes de efetivamente encarar uma entrevista. Um candidato bem preparado é aquele que, além de causar uma boa impressão ao entrar, terá reforçado essa boa impressão ao sair!
Como sugestão, antes de agendar sua próxima entrevista de emprego, estude com atenção redobrada a lista a seguir.

1. Falta de Preparo

Caso você não esteja preparado para responder a questão: “O que você sabe sobre nossa empresa?”, pode significar simplesmente o fim de suas pretensões naquele lugar. Conhecer informações básicas como, por exemplo, história da empresa, ramo de atuação, objetivos, posicionamento no mercado, etc., é coisa muito simples, uma vez que está disponível em seu site na internet. Não precisa muito, basta um mínimo de interesse, uma rápida olhada, imprima e leia; guarde, e para refrescar sua memória, leia outra vez pouco antes da entrevista.

2. Vestir-se de modo Inadequado

Você certamente vai querer vestir-se da maneira certa quando estiver sendo entrevistado para ocupar um cargo profissional. Se for para ocupar uma vaga em um parque de diversões, por exemplo, vista-se de maneira informal e com asseio. Caso não tenha certeza de como se vestir, visite a empresa e observe o tipo de indumentária daqueles funcionários que fazem o trabalho interno. Lembre-se ainda do perfume exagerado, ou da falta dele.

3. Nível de Comunicação Pobre

É importante também saber se comunicar com um mínimo de clareza na sua procura por um emprego, e isso quer dizer, vocabulário adequado, frases elaboradas e precisas. Mas, importante mesmo é causar boa impressão à pessoa que vai decidir se o contrata ou não. Aperto firme de mão, olhos nos olhos, gestos discretos e seguros, simpatia, isso cativa a pessoa com a qual você está falando. Tais gestos irão conquistar o recrutador(a), e terá o mesmo impacto de uma recomendação à sua contratação – e tudo isso antes mesmo de abrir a boca para falar qualquer coisa.

4. Comunicação Exagerada

Acredite ou não, é cada vez mais frequente os casos onde candidatos à emprego são dispensados porque não conseguem se conter e atendem o celular durante a entrevista. Deixe o telefone guardado e desligue-o antes de entrar na empresa; silencioso não vale. A mesma regra vale para alimentos, bebidas, currículo, ficha de cadastro, lista de referências. Tudo isso deve ficar fora daquela sala, ou guardados em sua bolsa. O momento da entrevista não é a hora adequada para ter isso em mãos. Imagine um candidato repleto de tralhas nos braços, a primeira impressão que ficará registrada é que se trata de alguém desorganizado e confuso.







5. Falar como um Tagarela

Não há nada pior do que entrevistar alguém que fala sem parar. O entrevistador realmente não precisa conhecer a história completa da sua vida. Dê respostas curtas, objetivas, sem floreados, máximo de 1 minuto para cada uma, e sempre focando nas perguntas feitas, enfatizando suas qualidades em relação ao cargo pretendido. Não seja prolixo, limite-se a responder aquilo que lhe foi perguntado. Caso queira saber mais alguma coisa, o recrutador(a) irá perguntar.

6. Falar Pouco

É de fato muito complicado se comunicar com alguém que responde com uma ou duas palavras. Mais parece que para se obter alguma resposta do candidato, o recrutador(a) terá que obrigá-lo a falar. Convenhamos, não é uma situação agradável. Assim, mesmo que você não seja de falar muito, deve responder por inteiro a questão levantada, da forma mais explícita possível, sempre indo direto ao ponto, da melhor maneira que for capaz de fazer.

7. Informações Imprecisas

Mesmo tendo submetido seu currículo no momento em que se candidatou à vaga, você também pode ser convidado a preencher uma ficha cadastral com seus dados pessoais. Assegure-se de ter em mãos todas as informações necessárias para o preenchimento desse questionário, tais como, datas referentes aos empregos anteriores, data de sua graduação, informações para contato do emprego atual ou anterior, etc.

8. Dar uma Resposta Errada

Assegure-se de ouvir bem a questão antes de dar a resposta. Se necessário peça para que seu interlocutor(a) a repita. Confira mentalmente para certificar-se de que compreendeu perfeitamente o contexto.

Coloque em ordem seus pensamentos antes de responder. Organize de forma lógica os comentários que fará em seguida. Você estará fora da disputa se der uma resposta errada ou imprecisa.

Exemplo: O entrevistador acabou de descrever para o candidato as características do perfil exigido para ocupar a vaga de Vendas e Marketing que está sendo oferecida. Ele enfatiza que boa comunicação ao telefone e a conquista de novos clientes são as qualidades mais importantes para o cargo requerido. O Candidato dá sua resposta sobre a questão, como se a pergunta fosse: “Do que você gosta, e do que não gosta dentro da área de vendas?”. Eis a resposta dada, por não ter compreendido a questão: “Detesto atender telefonemas e visitar clientes, não sei fazer nada disso…”. Em outras palavras, ele acaba de afirmar que não está qualificado para exercer a função.

9. Falar mal do Atual ou Antigo Empregador

Seu chefe anterior era um imbecil? Qual a empresa que não tem em seus quadros um idiota? Você detestava seu antigo emprego e não via a hora de deixá-lo? Mesmo que isso fosse verdade, não o diga. Aos olhos dos recrutadores não pega bem. Falar mal do antigo empregador é o mesmo que atirar no próprio pé. Supondo que a antiga empresa seja parceira do seu novo pretenso empregador, como espera que ele reaja?

Além disso, o mundo corporativo é menor do que você pensa. Você não conhece seu entrevistador; não sabe o que ele sabe, nem sobre você, nem sobre seu antigo ou atual chefe. Você também não vai querer que seu entrevistador comece a achar que você fará a mesma coisa quando sair da nova empresa, vai?

10. Seja Discreto Quanto à Sua Vida Privada

Evite divulgar informações demais sobre sua vida pessoal. Coisas como “Hobbies e interesses pessoais”, no seu currículo, são desnecessárias. Apenas compartilhe informações que sejam relevantes, como itens de qualificação à vaga pretendida. Por exemplo, se você está se habilitando a um cargo de Gerência, o fato de que você era capitão no seu time de futebol, demonstra capacidade de liderança e perfil organizacional. Sempre mantenha a entrevista num nível profissional.

11. Seja Honesto

Não diga que conhece uma coisa sem conhecer, você não é obrigado a conhecer todas as respostas. Entrevistadores não estão tentando “ferrar você”, eles simplesmente precisam determinar se você é capaz de resolver problemas, já que numa empresa é isso que se espera de um empregado. Se eles colocam um problema para o qual você, naquele momento, não tem a solução, explique o que faria para resolver a questão com os recursos dos quais dispõe, não invente.

12. Esquecer o que Vem Depois da Entrevista

Reserve alguns minutos para agradecer à pessoa que o entrevistou.

Está com receio de não ter deixado uma boa impressão? Está seguro de ter impressionado seu entrevistador? Nos dias seguintes, se possui um email, envie uma nota de agradecimento, ou, uma carta de gratidão ao entrevistador(a) pelo tempo, atenção e cordialidade dispensados à você durante o encontro, lembrando, de modo indireto, de reafirmar seu interesse em fazer parte daquela empresa.

Ainda se sente inseguro para participar de um processo seletivo? PREPARE-SE HOJE MESMO PARA CONSEGUIR UM EMPREGO!

Clique aqui ou na imagem abaixo para assistir essa aula! Entenda o porque você ainda não conseguiu o emprego dos seus sonhos

Conclusão

Finalmente, mesmo que você não tenha agradado, não leve isso como coisa pessoal. Não existe ninguém que nunca tenha fracassado uma, duas ou mais vezes. Se isso acontecer, veja pelo lado positivo, e aprenda com os erros cometidos, sempre considerando que está em vantagem, uma vez que ganhou mais experiência.







Sobre o Autor:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *